Artigo - "Como reduzir os impactos negativos da crise financeira do Coronavírus na sua casa?&qu

Curitiba, 16 de abril de 2020.

Queridas famílias!

Uma das áreas que trabalhamos com os nossos alunos é o empreendedorismo. Nossa equipe é orientada teoricamente por profissionais capacitados e supervisionados por Leo Fraiman, psicoterapeuta especialista em Psicologia Educacional, mestre em Psicologia Educacional e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (USP) e criador da Metodologia OPEE, que deu origem ao que é hoje a OPEE Educação.

Recebemos este texto e compartilhamos com vocês que nos acompanham e que passam pelas mesmas situações que nós... situações de indecisões e de grande insegurança na hora de optar pelo bem estar da família e das pessoas que compartilham obrigações financeiras e administrativas, seja no lar ou em seu trabalho.

Esperamos que o conteúdo abordado no texto possa auxiliá-los neste momento!

Boa leitura!

Deus os abençoe!

Atenciosamente,

Equipe Pedagógica da Escola Aldeia Betânia

Como reduzir os impactos negativos da crise financeira do Coronavírus na sua casa?

Sabe aquele momento desafiador quando falta água e temos apenas um balde para cozinhar, fazer a higiene pessoal, matar a sede, regar as plantas… e sentimos a angústia de saber o que priorizar? Quando a água vai voltar? Pois é, esse tipo de situação que muitos já vivenciaram com a água, agora com a crise causada pelo Coronavírus estamos vivenciando de forma bem mais intensa, com alguns produtos, serviços e com o dinheiro.

O momento é extremamente desafiador, muitas coisas estão em jogo, a qualidade de vida de muitas pessoas está prejudicada, várias mortes, redução de recursos essenciais… Mas sabemos que tudo o que estamos vivendo poderá trazer aprendizados que poderão elevar muito o nosso bem estar social no futuro, principalmente se aprendermos a usar os recursos disponíveis de forma mais responsável, sustentável e colaborativa.

Tomamos decisões todos os dias, sejam elas financeiras ou não, e todas elas têm impactos na nossa vida pessoal, familiar, social e ambiental. O Coronavírus está nos mostrando isso de forma bem explícita e intensa!

Reunimos aqui algumas informações e sugestões para ajudar você a tomar as próximas decisões e reduzir os impactos negativos financeiros na sua casa.

Observe o seu fluxo de dinheiro, tente não focar somente na quantidade, imagine que você tem um reservatório similar a uma caixa d’água e observe e anote o que enche esse reservatório (fontes de renda ativas e passivas) e o que esvazia (seus gastos fixos, os gastos variáveis, pagamentos de coisas inesperadas, dinheiro que você vem guardando para ser usado no futuro (planos de previdência, dinheiro para viagens, reservas para imprevistos…). Esse é o primeiro passo, identificar e entender as quantidades de dinheiro em cada área dos 4 Gs: gerar, gastar, guardar e ganhar dinheiro com investimentos.

O segundo passo é identificar se há algum vazamento nesse reservatório. Existem dívidas que estão crescendo rapidamente por causa de juros muito altos? É importante buscar reduzir esses juros, estancar esses vazamentos. Existem conteúdos disponíveis específicos para ajudar você a resolver esse tipo de problema e não vamos nos estender aqui, mas se você está nessa situação, busque ajuda e resolva o mais rápido que puder! Não estamos falando de necessariamente pagar todas as dívidas agora, mas tentar reduzir esse fluxo de desperdícios negociando as dívidas, trocando juros maiores para juros menores por portabilidade… são muitas as possibilidades.

O foco do processo será tentar reduzir o fluxo de saída de dinheiro do seu reservatório pois não sabemos quanto tempo vai levar para a situação de saúde e financeira das pessoas voltar a patamares melhores. Precisamos evitar os desperdícios, então o terceiro passo é identificar o que é prioridade nos seus gastos e tentar reduzir tudo o que não é valioso e importante agora. Essa é uma análise e decisão muito pessoal e depende da sua estrutura familiar, seu estilo de vida, número de pessoas que dependem de você, sua idade… são inúmeros fatores e não existe uma resposta única e estratégia que vá funcionar para todos. Sugerimos que reúna a família e avaliem cada tipo de despesa.

Por exemplo: pode ser útil verificar as despesas recorrentes com aplicativos, softwares, assinaturas de revistas, jornais, clubes… o que pode ser cancelado? Provavelmente existem custos que podem ser reduzidos momentaneamente, como transporte, lazer, salão de beleza, alimentação… afinal de contas, comer em casa geralmente é bem mais barato do que comer fora. Aproveite para cozinhar refeições mais saudáveis, priorize o consumo de coisas que contenham uma boa base de nutrientes, arroz integral e feijão (lentilha, ervilhas, grão de bico…) são ótimas fontes de vitaminas, fibras e proteínas e são fáceis de armazenar pois são mais duráveis. Não estamos propondo estocar coisas, mas é necessário pensar em ter algumas reservas em casa de alimentos que não são tão perecíveis, para evitar idas e vindas ao supermercado.

Observe e reavalie seus gastos para reduzir os custos mensais, mas lembre-se de, se possível, não cortar totalmente a renda de pessoas que dependem diretamente de você e que, nesse momento, podem estar inviabilizadas de seguir prestando serviços como manicures, empregadas domésticas…

O terceiro passo é usar o dinheiro que conseguirá não gastar e direcionar para investimentos seguros e não tão voláteis, algumas sugestões podem ser: CDB de grandes bancos, Tesouro Selic ou Fundos de renda fixa, pois você poderá precisar dele para suprir imprevistos. Aproveitar a queda dos preços de ações de boas empresas para investimentos é outro assunto, e deve ser avaliado somente por quem tem dinheiro separado para esse tipo de aplicação, que não vai precisar usar nos próximos 5 anos e sabe atuar no mercado de ações.

O quatro passo é aproveitar a oportunidade para gerir bem o seu fluxo de dinheiro e olhar com gratidão tudo o que está disponível ao seu redor, neste momento. Afinal de contas, apesar dos desafios, existem muitas coisas boas acontecendo e, com esse olhar, conseguirá viver melhor e usufruir de cada dia, impactando positivamente as pessoas ao seu redor.

Lembre-se sempre de usar seu dinheiro com responsabilidade, sustentabilidade e de forma colaborativa, assim construirá um mundo melhor para todos!

Texto: Silvana Iunes e Carolina Ligocki | Foto: Depositphotos

Fonte: https://capacitaopee.com.br

Logo_Pousada_Betania_IEB_AGO15.png

A Escola Aldeia Betânia faz parte da Irmandade Evangélica Betânia, e participa na missão da Instituição de "Servir ao homem integral movido

pelo amor de Deus”

41 2118.7979

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Av. Monteiro Tourinho, 1335 - Atuba - Curitiba - PR

Entrada da Escola: Rua Lívio Petterle, 120 - Atuba - Curitiba - PR